Contos,crônicas e pensamentos., Dicas e recomendações

Easter Eggs Literários

Olá pessoal!

Hoje vamos falar sobre músicas, séries, filmes e livros que contém easter eggs super interessantes que conectam as obras, transformando-as em um único universo (ou quase).

Mas Amanda, o que é um easter egg?

Easter Egg, significa em inglês “ovo da páscoa”, na páscoa estadunidense é uma tradição esconder ovos da páscoa para que as crianças achem, então esse termo foi “roubado” para o meio virtual, caracterizando as referências escondidas nos diversos meios e conteúdos divulgados na internet. A Disney é muito popular por fazer easter eggs em seus filmes, deixando uma pequena referência de outros filmes ou desenhos em suas obras.

Como acho super interessante essa intertextualidade entre obras, músicas, filmes e todo tipo de arte, trouxe a vocês alguns easter eggs que encontrei durante essa jornada pela cultura pop.

 

1- Mrs Robinson

A muito badalada “Mrs Robinson” é uma música composta pela dupla que mais amo nesse mundo, Simon & Garfunkel. Escrita por Paul Simon em 1968, foi o segundo maior hit da dupla, atingindo a primeira posição no Billboard Hot 100, por três semanas consecutivas, só não teve mais sucesso que a música ” The Sounds of Silence”.

 

R-1695140-1411507321-1147.jpeg

 

 

 

 

 

 

 

O que vocês não sabem (ou sabem) é que essa famosa música foi escrita exclusivamente para a personagem homônima do filme “The Graduate” de 1967, e ao fim do filme vocês podem conferir a música.

Graduate

 

O filme “The Graduate” (A primeira noite de um homem) é uma comédia romântica baseada em um livro de mesmo nome, escrito por Charles Webb, e conta a história de um jovem que acaba de se formar na faculdade e retorna para a casa de seus pais. Lá ele conhece seus vizinhos Mr Robinson, que também é sócio de seu pai, e sua mulher Mrs Robinson, que agrada do garoto e logo começa a seduzi-lo.

Em uma das investidas que  Mrs Robinson lança para o garoto, ele se dirige a ela dizendo “Mrs Robinson, you are trying to seduce me” ( Mrs Robinson, você está tentando me seduzir!), essa frase foi adaptada diversas vezes em paródias feitas em seriados e filmes diversos.

Vocês já devem estar imaginando que já viram essa cena de mulher mais velha seduzindo um jovem e dominando-o. Pois sim,  se vocês repararem, essa é uma das histórias da trilogia 50 tons de cinza, onde o protagonista Cristian Gray é seduzido por uma mulher mais velha, amiga de sua mãe, chamada Elena Lincoln. Coincidência ou não, Anastásia chega a chamar Elena de Mrs Robinson no livro 50 tons de liberdade.

Então, a Mrs Robinson é ou não é badalada?!

 

2- Tom Sawyer

Tom Sawyer é o personagem principal de livros infantis escritos por Mark Twain. O garoto é  criado por Polly, sua tia, e vive junto com a prima Mary e o irmão Sidney. Ambos moram em um pequeno povoado às margens do Mississipi, o segundo mais longo rio dos Estados Unidos. As histórias são sempre sobre as aventuras e descobertas de Tom Sawyer e Huckleberry Finn, seu amigo de jornadas.

The_Adventures_of_Tom_Sawyer-Mark_Twain

Essa série de livros é mencionada em uma lista enorme de desenhos, músicas, filmes e séries. Uma dessas músicas é a da banda Rush, a música de mesmo nome do livro foi lançada em 1981 e fala sobre um guerreiro, um “Tom Sawyer dos dias atuais”.

“The world is, the world is

Love and life are deep

Maybe as his skies are wide

Today’s Tom Sawyer

He gets high on you

And the space he invades

He gets by on you (…)”

Quem também usou o livro infantil como referência, foi um dos personagens de Lost, que usava o nome Tom Sawyer como um pseudônimo a fim de esconder seu verdadeiro nome dos demais náufragos da ilha.

Para quem não se lembra, ou não assistiu a série (vá assistir imediatamente!) Sawyer era aquele cara bad boy odiado por todos, com aquela pinta de malvado, se mostrava um grande filho da p*** às vezes, mas ele seria o crush das garotas dessa geração, malvadão, bonitão e que gosta de ler.

JOSH HOLLOWAY

Vou deixar aqui uma listagem dos Easter Eggs (ou citações) do livro que encontrei na nossa querida Wikipédia.

-Tom Sawyer serviu de inspiração para a música homônima da banda canadense Rush, tornou-se tema de abertura do filme ” Profissão Perigo/MacGyver(1985).
-Tom Sawyer serviu de inspiração para a música homônima da banda Americana Mindless Self Indulgence.
-O personagem e o livro também são citados nos filmes Minority Report – A Nova Lei (no Brasil) e Minority Report – Relatório Minoritário (em Portugal) (pelo ator Tom Cruise), no filme A Felicidade não se compra (no Brasil) e Do céu caiu uma estrela (em Portugal) (pelo ator James Stewart), no filme A Liga Extraordinária (no Brasil) e A Liga dos Cavalheiros Extraordinários (em Portugal) (pelo ator Shane West).
-Serviu de inspiração para a série de Tv americana Chuck no episódio “Chuck contra Tom Sawyer”, onde Tom Sawyer é um código secreto para desarmar uma bomba.
-Considerado vilão em Os Padrinhos Mágicos no episódio “Vida Na Estante”.
-O protagonista do livro “A Misteriosa Chama da Rainha Loana”, de Umberto Eco, cita Tom Sawyer em uma de suas passagens.
-Citado no filme “Alice Upside Down”, a professora Plotkins lê o livro para a turma de Alice e no final do filme dá o mesmo livro de presente a ela.
-Também citado no desenho Phineas e Ferb pelo Dr. Heinz Doofenshmirtz quando o mesmo ouvia um CD falando a respeito de Tom Sawyer.
-É citado pelo corvo Matthew no decimo volume de sandman, despertar.
-Citado no conto a Canoa, pg 2 linha 9, do escritor Luke T Bergeron. Ele cria um verbo e usa no passado, Tom Sawyered.
-No seriado Chuck exibido pela NBC na segunda temporada Tom Sawyer foi um técnico de vídeo-game e criador de um míssil que podia iniciar a terceira guerra mundial. Tem como tema a musica da banda canadense Rush.
-Tom Sawyer é citado por meio de um torpedo no episódio “Please Do Talk About Me When I’m Gone” (8ª episódio da 1ª Temporada), da serie Pretty Little Liars.
-Em Dogville, o livro que Thomas Edison (pai) está lendo é “The Adventures of Tom Sawyer.
-É citado no último episódio da 12º temporada de Os Simpsons, Contos da Carochinha, na história, Tom, interpretado por Bart Simpson foge de um casamento arranjado.
-Em Feiticeiros de Waverly Place, Max mente para sua namorada que seu nome é Tom Sawyer, e mais referências são citadas no episódio.
-É mencionado no 1° livro da série “Percy Jackson e os Olimpianos”, “O Ladrão de Raios”. No início do livro, Percy diz que ficou com preguiça de ler o livro, e pegou o resumo da internet.
-É mencionado na série The Walking Dead. No 5° episódio da quarta temporada, Hershel Greene diz para Lizzie ler o exemplar de Tom Sawyer dele, a fim de mantê-la afastada dos doentes.
-Aparece na capa de “Deadpool Killustrated #2”.
-Tom Sawyer serviu de inspiração para o mangá Tom Sawyer de Shin Takahashi.
-Tom Sawyer é mencionado no filme “The Ridiculous 6”.
-Tom Sawyer é mencionado no episódio 7 da quarta temporada de Arrow.
-Tom Sawyer é mencionado no episódio 14 da sétima temporada de Modern Family  e é mencionado no episódio 12 da oitava temporada.
-Tom Sawyer é mencionado no episódio 5 da décima primeira temporada de The Big Bang Theory.

 

3- Nosferatu

Nosferatu é um termo usado para denominar vampiros, não se sabe de onde surgiu, porém ele aparece em diversos filmes, contos e romances.

Reza a lenda que uma das primeiras aparições do nome Nosferatu na literatura, foi em 1885, em um conto da autora Emily Laszowska Gerard, chamado “Superstições da Transilvânia”. Posteriormente o termo apareceu na obra “Drácula” de Bram Stoker.

cc2b1-bramstokerdraculalivro

Em 1922, foi lançada a adaptação do livro de Bram Stoker, com o nome de Nosferatu, dirigida por  Friedrich Wilhelm Murnau e a partir disso o termo se popularizou.

Devo ressaltar que muito antes de se popularizar entre a cultura pop, Nosferatu já era um termo bem comum, utilizado em RPGs como Vampiro a Máscara.

page_1   119875605SZ

Em 2013, Joe Hill, filho do nosso queridinho King, escreveu o livro Nosferatu,  que não se trata bem de um vampiro.

“Victoria McQueen tem um misterioso dom: por meio de uma ponte no bosque perto de sua casa, ela consegue chegar de bicicleta a qualquer lugar no mundo e encontrar coisas perdidas. Vic mantém segredo sobre essa sua estranha capacidade, pois sabe que ninguém acreditaria. Ela própria não entende muito bem. Charles Talent Manx também tem um dom especial. Seu Rolls-Royce lhe permite levar crianças para passear por vias ocultas que conduzem a um tenebroso parque de diversões: a Terra do Natal. A viagem pela autoestrada da perversa imaginação de Charlie transforma seus preciosos passageiros, deixando-os tão aterrorizantes quanto seu aparente benfeitor. E chega então o dia em que Vic sai atrás de encrenca… e acaba encontrando Charlie. Mas isso faz muito tempo e Vic, a única criança que já conseguiu escapar, agora é uma adulta que tenta desesperadamente esquecer o que passou. Porém, Charlie Manx só vai descansar quando tiver conseguido se vingar. E ele está atrás de algo muito especial para Vic. Perturbador, fascinante e repleto de reviravoltas carregadas de emoção, a obra-prima fantasmagórica e cruelmente brincalhona de Hill é uma viagem alucinante ao mundo do terror.”

Além do título Nosferatu, a obra de Joe Hill tem menções que lembram o termo, como a placa do Rolls-Royce que é NOS4A2 (nosfouratwo em inglês).

E não é só na literatura e no cinema que a personificação vampiresca aparece, diversas bandas gravaram músicas com o nome Nosferatu, como a banda experimental do falecido James Sullivan (The Rev), ex baterista da banda Avenged Sevenfold, chamada Pinkly Smooth. A música com o nome de Nosferatu does a Hefty Dance, foi lançada no único álbum da banda, chamado Unfortunate Snort  em 2002. Até hoje não consigo entender a letra dessa música, se algum leitor aqui que conhece essa banda, quiser me explicar, fico grata.

Quem também se aventurou no mundo vampiresco compondo uma canção com o nome Nosferatu, foi o cantor Leoni e você pode conferir a música clicando aqui.

4- O Corvo

O poema “The Raven” escrito por Edgar Allan Poe em 1845 é um clássico da literatura, e serviu de inspiração para vários trabalhos, tanto no cinema, como na música e até em desenhos animados.

A primeira adaptação cinematográfica do poema foi em 1963, com o roteiro de Richard Matheson e direção de Roger Corman.

800px-RavenPoster

O segundo filme com o nome de The Raven, foi lançado em 2012 e é uma biografia de Edgar Allan Poe, retratando seus últimos dias de vida.

The_Raven_poster

Em 1982 Tim Burton lança o curta metragem chamado “Vincent”  que conta a história de Vincent Malloy, um garoto de 7 anos, fã de Edgar Allan Poe, que sonha em ser Vincent Price e confunde sua realidade com os contos de Poe. Neste curta vemos muitas referências de obras do Poe, além de The Raven. O curta é maravilhoso e para assisti-lo clique aqui.

Quem também pegou uma carona no poema de Poe e fez um episódio em seu especial de Halloween, foram Os Simpsons, com o episódio “Treehouse of Horror” ( em português A casa da árvore dos horrores), sendo o ep 16 da segunda temporada. Neste episódio a família Simpson está reunida contando contos de terror e Lisa recita o poema O Corvo, fazendo com que Homer devaneasse e se imaginasse dentro do poema, sendo atormentado pelo corvo que é representado por Bart.  É simplesmente sensacional, um dos meus ep favoritos de Os Simpsons.

O_corvo_thoh_1b

A banda estadounidense 30 Seconds to Mars lançou em 2007 o single Hurricane, que é baseada implicitamente pelo poema de Poe, tanto que ao fim do clipe as seguintes frases do poema são citadas:

 “Deep into that darkness peering, long I stood there wondering, fearing, doubting, dreaming dreams no mortal ever dared to dream before”

The Raven parece ser uma fonte inesgotável de inspiração, não é?!

Então pessoal, esses foram alguns “easter eggs” que conheço, alguns não são bem easter eggs mas são conexões que personagens, livros, músicas e filmes fizeram e criaram um multiverso de cultura e entretenimento. Mas e vocês, conhecem algum easter egg literário? Conte-me aqui nos comentários. Quem curtiu o post, peço que deem um curtir, ajudem a divulgar se quiserem  deixar dicas de mais easter eggs literários, quem sabe não faço um parte 2?

Até a próxima!

Amanda Gerardel

 

 

Anúncios

8 comentários em “Easter Eggs Literários”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s