Resenha do livro “A noiva Fantasma” de Yangze Choo”

 

O livro “A noiva Fantasma” conta a história de Li Lan, uma bela jovem que morava em Malaca no ano de 1893. A jovem viera de uma família que havia sido rica porém perdera tudo o que tinham após uma doença ter devastado sua família, matando sua mãe e desfigurando seu pai…

Naquela época o casamento era a coisa mais importante para uma jovem,e para Li Lan não seria diferente, mas por conta da condição de sua família, ela não recebia propostas de casamento,até um certo dia, que inusitadamente, seu pai a pergunta se desejaria se tornar uma noiva fantasma, e é neste ponto onde começa toda a trama.

Acontece que Li Lan havia recebido uma proposta inusitada de casamento vinda da família Lim, eles queriam que ela se casasse com seu filho Lim tian Ching, porém o jovem havia morrido a pouco tempo.Li Lan recusou-se a casar com Lim Tian Ching, porém a família Lim não se contentou com a recusa e começaram a convidar Li Lan para todos os eventos na mansão Lim. A mãe de Lim Tian Ching era a mais determinada a consumar essa união, um dia, em uma das festas na mansão, a senhora Lim pediu a Li Lan a sua fita de cabelo emprestada, Li Lan sem entender a emprestou e a senhora Lim usou a fita como oferenda ao seu filho para que ele tivesse um objeto de Li Lan e assim mantivesse um laço com ela, podendo visitá-la em sonhos.

O jovem Lim, começa a visitar Li Lan em seus sonhos e a garota fica completamente apavorada com isso, então ela decide ir a uma feiticeira que lhe dá alguns amuletos e uma erva para que dormisse a noite toda sem sonhos. A jovem Li Lan tinha uma cuidadora que era chamada por ela de Amah, que era muito supersticiosa e foi a Amah quem a levou a feiticeira. Os amuletos e a erva começaram a surtir efeito e Li Lan começou a retomar sua vida, ela ainda ia em festas na mansão Lim, e foi em uma dessas festas que ela conheceu Tian Bai, o primo de Li Tian Ching, e futuro  herdeiro dos Lim, com o passar dos dias ela foi se apaixonando por Tian Bai, e descobriu que ela havia sido prometida a ele desde pequena, porém não casaria com ele pois a senhora Lim queria que seu filho falecido se casasse primeiro e Lim Tian Ching queria se casar com ela. Desolada com a notícia, Li Lan fica desnorteada e resolve beber da erva para dormir, só que ela acaba exagerando na dose e seu corpo entra em coma.

Quando Li Lan entra em coma,, sua alma se desprende de seu corpo e ela se vê em um lugar idêntico ao mundo em que ela vivia, porém este lugar era o lado espiritual.

Para vocês entenderem melhor por onde Li Lan passou, explicarei a ideia de vida após a morte que o livro carrega. Para a cultura Chinesa o além é uma mistura de noções budistas, taoistas, culto aos antepassados e a cultura popular. No livro são retratadas quatro fases a que os mortos passavam, havia o mundo espiritual, onde Li Lan se viu assim que saíra de seu corpo, lá o mundo era vívido como o mundo real, lá se encontravam espectros humanos, de animais, plantas, e outros seres míticos, haviam os espíritos famintos que são pessoas que morreram e suas famílias não lhe fizeram nenhum tipo de oferenda. As oferendas eram em forma de dinheiro de mentira, comidas, casas e outros bens desenhados em papel que eram queimados por alguém em nome do morto, e esses bens surgiam no mundo espiritual para que a pessoa utilizasse, o segundo cenário era a planície dos mortos, onde os espíritos passavam um tempo, esperando para serem chamados à corte de julgamento que é o terceiro local, onde as pessoas eram julgadas por 6 juízes e mandadas para o inferno ou renasciam. A planície dos mortos, ao contrário do mundo espiritual, era um lugar apagado, mesmo sendo uma réplica idêntica do local onde os mortos residiam em vida, lá tudo era sem gosto, opaco e artificial de mais. Isso tudo ocorria porque a planície dos mortos era um local de passagem breve, onde os mortos esperavam para serem julgados e então seguirem seu destino. Mas como lá era um lugar idêntico à terra, existia muita corrupção, a planície era vigiada por demônios cabeça de boi que eram como guardas e policiais e eles se vendiam facilmente para quem conseguisse pagar, seja com dinheiro funerário ou até com sua juventude. A impressão que tive desse mundo espiritual ao todo é de que esse mundo era uma grande repartição pública, com burocracia, corrupção e estratagemas e como na terra, os ricos sempre levam vantagem.

Voltando à história, Li Lan estava perdida nesse mundo espiritual, desnorteada e acaba encontrando um espírito de uma mulher chamada Fan, essa mulher já estava muito tempo na planície dos mortos, e vivia na casa de seu amado que ainda estava vivo e deixava oferendas a ela diariamente. Fan explica a Li Lan como tudo funciona e quem eram as autoridades daquela dimensão fantasma, quem poderia mandar e desmandar e contou a Li Lan que na planície dos mortos ela encontraria os juízes da corte. Li Lan decide ir atrás de Lim Tian Ching que estava vivendo na planície e subornando os demônios para que tivesse carta branca para se casar com Li Lan.

Fan leva a garota para a planície e lá Li Lan conhece Er Lang, um tipo de agente espiritual que estava investigando esquemas de corrupção no qual Lim Tian Ching estava envolvido. Eles então firmam um acordo, ela se infiltraria na mansão fantasma dos Lim e traria provas da corrupção de Lim Tian Ching, em troca Er Lang a levaria nas cortes do inferno e intercederia por ela contando sua história e pedindo aos juízes que a enviasse de volta ao seu corpo.

Quando Li Lan se infiltra na mansão fantasma dos Lim, muita coisa acontece, a história fica extremamente interessante e o leitor literalmente vive e sente tudo que Li Lan está vivendo e sentindo, acontecem diversos episódios no livro que para mim foram meio óbvios, porém várias vezes me peguei de queixo caído, e o final então, é a coisa mais gratificante que já li, pois todos os personagens tiveram o que mereciam.

Bem, não vou contar o desfecho da história pois acho que já falei muito, indico muito esse livro, não só pela história em sí que mostra o amadurecimento de uma menina, mas também pelas explicações fantásticas que esse livro trás, sobre as culturas Chinesas, ao final do livro têm umas notas de explicação sobre as crenças Chinesas, os nomes dos personagens e seus significados, fora as notas de rodapé. Realmente a gente emerge dentro da história e nem percebe o livro acabando. Com certeza é um livro que irei reler.

Bem, por hoje é isso. Quem curtiu a resenha, deixe um like e sigam o blog, compartilhem e deixem suas opiniões.

Beijos!

Amanda Gerardel

Anúncios

Autor: Blog Livrando a Capa

Blog literário, aqui você encontra resenhas, indicações, desafios literários e muito mais!

2 comentários em “Resenha do livro “A noiva Fantasma” de Yangze Choo””

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s